Você sabia disso… os perigos das receitas caseiras.

Receitas caseiras podem causar infecções?

Fique atento aos sinais: descamação no couro cabeludo, quebra dos cabelos próximo à raiz e formação de pequenas crostas. Esses sinais podem representar uma infecção fúngica no cabelo e no couro cabeludo. Assim como a pele, o couro cabeludo está exposto a infecções fúngicas, normalmente chamadas de micose. A tinea capitis é uma das mais comuns.

Os fungos do couro cabeludo são muito comuns?

Os mais expostos são crianças de até 7 anos, mas os fungos capilares podem aparecer em pessoas de qualquer idade.

Como isso acontece?

Fungos dermatológicos como os causadores da tinea capitis são organismos que se alimentam de células mortas do organismo, presentes na pele, unhas e cabelos. Como todos os cogumelos, a tinea capitis prefere ambientes quentes e úmidos. Assim como a cabeça transpira, ela naturalmente fica suja, representando o habitat ideal para sua proliferação.

Como essa infecção pode ser gerada através de receitas caseiras?

O couro cabeludo, por não possuir sistema digestivo, não consegue separar as propriedades positivas das negativas dos ingredientes utilizados nas receitas caseiras. Por exemplo, se um ingrediente contém um fungo, o couro cabeludo não consegue eliminá-lo – o que é muito fácil para o nosso organismo digestivo – e por isso devemos proceder com muito cuidado com as aplicações das receitas caseiras. Melhor contar com produtos específicos de qualidade, adequados para os cabelos e formulados de acordo com estes princípios.

Quais são os sintomas da infecção?

Os sintomas mais frequentes da micose são uma área de alopecia no couro cabeludo, que apresenta coceira, descamação e vermelhidão. O cabelo terá quebra perto da raiz, deixando a área do couro cabeludo menos espessa.

Outros sintomas podem ser:

– coceira;
– gânglios linfáticos inchados, principalmente na região do pescoço;
– possível febre baixa se também houver uma infecção bacteriana em curso.

Em casos graves de infecções, podem ser gerados pus e crostas, o que tornará a área uma careca permanente.

Como tratar?

Os fungos são organismos muito resistentes. Por isso, o tratamento da micose pode ser longo e deve ser abordado com determinação.

Basicamente existem três tipos de caminhos para lidar com uma micose:

– Medicamentos antifúngicos: devem ser usados ​​somente sob orientação médica. O tratamento geralmente dura de quatro a oito semanas e provavelmente serão realizados exames de sangue.
– Uso de shampoos medicinais: são shampoos à base de sulfato de selênio e outros componentes químicos como o zinco. Normalmente têm efeito ressecante, mas é uma excelente arma no combate a esses microrganismos.
– Durante o tratamento pessoal, é importante verificar também o ambiente envolvente. Isto também inclui evitar contato próximo com outras pessoas para evitar o crescimento de fungos.

Em todos os casos, a sugestão básica é procurar um médico especialista, um dermatologista que poderá dar o diagnóstico perfeito e sugerir o tratamento mais adequado. Evitemos nos tratar e procuremos os médicos com confiança.

Visite nossa loja ONLINE https://shop.belezapura.it


Siga-nos nestas páginas, ou visitando o Facebook e Instagram para estar sempre atualizado

Leggi questo articolo in: Italiano Português